18/12/14

VICE GOVERNADOS ERLINDO SALZANO EM SÃO MANUEL - 1954




Vice-Governador do Estado de São Paulo de 1951 a 1954. Nasceu em Porto Ferreira em 30 de março de 1907, filho de Paschoal Salzano e de Maria Libertucci. Terminou o curso preliminar em 1917, continuando a estudar em Pirassununga onde cursou a Escola Complementar. Em 1920 preparou-se para os exames de admissão ao Ginásio “Culto e Ciência”, de Campinas.
Terminando o curso, tinha o grande desafio: como sobreviver em São Paulo?
Por dominar quatro idiomas – inglês, francês, alemão e russo - foi-lhe possível manter-se e estudar na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Começou a fazer traduções, trabalho bastante lucrativo na época. Nessa ocasião começou a fazer algumas economias, quando foi sorteado para o serviço militar em Mato Grosso e, a duras penas, conseguiu transferência para o 4º B. C. em São Paulo.
Seu quinto ano de medicina foi cumprido quando ainda estava no quartel, continuando à noite com as traduções que eram seu ganha-pão.
Sua família passava por algumas dificuldades financeiras e nada fácil foi a situação enfrentada.
Logo depois de formado à custa de muito sacrifício, tomou parte na Revolução Constitucionalista. Em março de 1933 ingressou na Força Pública do Estado, como médico. Em seguida, fez o curso de Medicina Esportiva n

a Escola de Educação Física do Exército, no Forte São João. Em 1934 foi efetivado no Posto de Tenente-Médico e promovido a Capitão em 1939.
Lecionou durante vários anos, na Escola Superior de Educação Física do Estado, matérias de sua especialidade: cine-siologia, ginástica ortopédica e fisioterapia.
Suas atividades político-administrativas tiveram início em companhia de Adhemar Pereira de Barros, exercendo vários cargos públicos, entre os quais o de Diretor da superintendência das Estâncias Hidrominerais, Presidente do Instituto da Previdência do Estado e Diretor Geral do Departamento de Saúde Publica do Ministério da Saúde.
Em 3 de outubro de 1950, por voto direto, foi eleito Vice-Governador do Estado, sendo Lucas Nogueira Garcez eleito Governador.
Apesar da agitada vida de homem público sempre teve sua família radicada em Porto Ferreira, terra onde nasceu e sempre amou.
Filho ilustre de Porto Ferreira, Erlindo Salzano foi grande responsável pelo progresso da cidade, por sua influência junto aos órgãos governamentais, pelas doações de terra para bens públicos e instituições particulares, assim como centenas de lotes para pessoas com parcos recursos que sonhavam ter casa própria.
A instalação, em 1954, da “Cristaleira Americana Ltda.”, então fábrica de vidros planos, e hoje de propriedade da Vidraria Santa Marina, deve-se à intercessão de Erlindo Salzano, junto a empresários.
Casado com Eucharis Fortes, teve os filhos Elcie, Erany, Erlindo, Justino (Tita), promotor público e Evelcor, industrial e renomado advogado.
Em 22 de julho de 1985 Erlindo Salzano recebeu a Medalha Cívica “29 de Julho”, honraria concedida pela Câmara Municipal de Porto Ferreira.
Com 82 anos de idade, faleceu em São Paulo a 3 de outubro de 1989. No dia seguinte, às 12 horas, seu corpo foi cremado e as cinzas trazidas para Porto Ferreira e depositadas na capela da chácara Vale Encantado, de propriedade da fa
mília.